quarta-feira, 4 de março de 2009

Minha fuga das galinhas

















Estava vendo televisão esta semana quando me deparei com um filme sobre galinhas.
Uma coisa sobre fuga de galinhas, sei lá, peguei já começado.
Quem me conhece sabe que tenho pavor de galinhas vivas, o que não quer dizer que não as coma com muito gosto.
É trauma de infância, tínhamos galinhas e patos andando livremente pelo quintal e invariavelmente , um deles me perseguia.
O fato é que o filme apresentava as galinhas como seres tão fofinhos, com touquinhas, colares, tricotando enquanto chocavam os ovos. Fiquei enternecida com as imagens.
Senti-me como uma criminosa, matando singelos animais para saciar minha fome humana.
É sabido que desde que o mundo é mundo, os homens caçam para comer, portanto não fui eu quem começou com o abate de animais, mas as cenas do tal filme me abalaram profundamente.
Hoje fui almoçar num restaurante e pela primeira vez , ao olhar o cardápio comecei a imaginar os animais sendo abatidos para nos banquetearmos e fugi literalmente das galinhas.
Desolada, escolhi alimentos apenas vegetais, bolinhos de abobrinha, tomates, couve-flor empanada, arroz integral e feijão.
Sinceramente não consegui pegar nada que me lembrasse do filme.
Assim como sou uma carioca fajuta que não gosta de samba, carnaval e sol, também sou uma carnívora fajuta.
Gosto de peixes, frangos e carnes em geral, mas fico muitos dias sem comê-los por livre escolha.
Não sei se conseguiria ser totalmente vegetariana. Essa coisa de só comer folhinhas e frutas deixam-me até com fraqueza, por enquanto ficarei um bom tempo longe dos pratos carnívoros.
Penso que o sujeito que escreveu o roteiro do filme deva ser vegetariano e apaixonado por galinhas.
Já vislumbro um novo filme sobre peixinhos e porquinhos falantes e indefesos, fugindo dos homens malvados e gananciosos que querem comê-los.
Aí será o tiro de misericórdia em minha vida gastronômica!
Enquanto isso não acontece, que venham os tomates e as batatas,já estou pesquisando receitas à base de legumes e verduras para adaptar meu paladar aos novos tempos.

Nana Pereira

4 comentários:

Shogo disse...

Nádia, sobre peixes assista "Procurando Nemo". Você passará um tempo não querendo comer frutos do mar, também! He, he, he!

Designer Hugo De Lauro disse...

Nádia, também não como carnes, os seres humanos não precisam fazer isso. Existem vegetais, frutas, grãos etc. São várias as fontes de vitaminas e proteínas. bjokas

NEOQEAV disse...

Oi, Nádia agora sobre porquinhos indefesos assista "Babe o Porquinho Atrapalhado.... também passará um tempo sem comer pernil...rsrsrssr

soneca disse...

Nádia .... vou me tornar vegetariana no dia em que ... tiver q matar para comer. Enquanto isso, às vezes me delicio com um churrasco ... mas nem sempre. Como pouca carne ... Bjs