sábado, 28 de fevereiro de 2009

Blogs que adoro!















Recebi esse selo da Daiane e fiquei muito honrada com o presente.
Agora é minha vez de presentear meus amigos queridos!

Meus indicados são:

Ana Paula- http://contatos-imediatos.blogspot.com/

Ana Carolina- http://aninhaleme-gettingreal.blogspot.com/

Isadhora- http://isadhoracamacho.blogspot.com/

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Missão cumprida
















Hoje, em pleno sábado de carnaval,fui intimada pela minha filha a dar cabo de um monte de correspondência que eu meigamente deixava em cima de uma cadeira na sala de estar ( detalhe: minha sala não tem sofás,minha cachorrinha Babynha comeu os dois que haviam na casa).
Confesso que tenho preguiça de abrir correspondências que não sejam pessoais.
Pensando bem, ninguém mais envia cartas pelo correio! Que pena!
As únicas coisas escritas manualmente que recebo são os bilhetinhos de amor e reclamações da minha filha e os cartões que vem junto com as flores que vez ou outra ganho.
Pois bem!
Munida do meu super óculos meigo, não tive outra escolha!
GENTEEE!
Tinha correspondência de 2006 e 2007!
Encontrei também uma correspondência do Banco com um cartão para ser usado junto com o cartão de débito, quando fosse sacar dinheiro na máquina.
Detalhe: Eu cheguei a ligar para o Banco esculhambando por não ter o tal cartão, aí eles me mandaram outro.

Resumão:

Agora a cadeira ficou vazia e já dá para ser interrogada sentada nela, com direito à luz na cara e goteira na cabeça!
Sou culpada, confesso!
Que venha a sentença!

Nana Pereira

Dies sollemnis natalis

























O mês que antecede o aniversário de alguém é o período conhecido popularmente como "Inferno Astral" . Nesta época, muitas pessoas acreditam viver momentos torturantes de angústia, depressão ou até mesmo azar, atribuindo as turbulências a alguma configuração astrológica misteriosa e malvada.
Existem algumas explicações para entender estes trinta dias temidos antes da inauguração de uma nova idade. O aniversário nada mais é do que uma nova etapa para a sua vida.
Claro que você sempre pode dizer algo como "ahhhh, por isso que eu sempre fico deprimido durante o inferno astral" ,como se houvesse ,uma espécie de conspiração em andamento. mas isso em geral tem a ver com algo chamado ficar velho.
Desde a Antiguidade, os romanos já comemoravam o dia do nascimento de uma pessoa, conhecido como "dies sollemnis natalis". Os tradicionais bolos de aniversário surgiram na civilização grega, quando os adoradores da deusa Ártemis, passaram a oferecer em seu templo um preparado de mel e pão, no formato de uma lua.
Rubem alves diz que a celebração de mais um ano de vida é a celebração de um desfazer, um tempo que deixou de ser, não mais existe. Penso que deve ser um momento para refletir, fazer um balanço, aparar arestas, corrigir erros e tocar o barco, sem medo do que pode vir pela frente.
Encaro como um momento especial de renovação para minha alma e meu espírito, capacidade de florescer a cada nova estação , de recomeçar a cada ano.
Viver é isso, nascer, acordar todos os dias até que um dia ... não mais acordar.
Os anos passam, apagamos mais velas, mas os bolos ficam mais saborosos e melhores os amigos.
A cada ano sinto que aprendi mais coisas sobre o que significa verdadeiramente viver, acrescento mais sonhos à minha lista, mas tenho que confessar que às vezes, por frações de segundos, sinto medo de não conseguir realizá-los todos.
É certo que não sabemos por quanto tempo ainda permaneceremos por aqui, e é esta dúvida que nos impulsiona, que nos faz ter ganas de viver , viver feliz e aproveitar cada momento que nos é concedido.
Gosto desses dias que antecedem o meu aniversário, dessa expectativa de festa, mesmo que não haja uma sendo programada.
Gosto imensamente de acordar no "meu dia" e esperar pelo presente mais precioso que podemos ganhar que é alguém lembrar do dia do nosso aniversário e quem sabe receber um bolo no formato de uma estrela.

Nana Pereira

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Meu jardim!



















Vocês pensarão: é um grande jardim na frente da casa!!
Nada disso!
É um jardim que fica na sacada do meu quarto, e é a primeira coisa que vejo todos os dias logo que acordo!!
É meu "Jardin de Tullerie "!
Porque para mim, é lindo, é magnifíco !
É onde florescem minhas gérberas, violetas, lírios da paz e flores de maio,
onde crescem folhagens de singônio e jiboias,
É onde cresce meu pé de romã, que um dia há de dar frutos!
É meu oásis numa cidade de prédios e fumaça,
É onde algum dia voarão borboletas e colibris!
Mon jardin de Tullerie!!!
By Nana Pereira

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Viver é uma aventura diária!


























Viver é uma aventura diária!
Não há um dia sequer em minha vida em que eu não tenha provas disso!
Fico pensando naquelas pessoas que acham que todos os dias são exatamente iguais e enfadonhos.
Por aqui não é assim que a banda toca!
Aliás, essa banda toca que é uma beleza, nem sempre afinada, mas toca!
No sábado fomos comprar frutas e ingredientes para comidas saudáveis.
Gosto de comprar verduras e frutas, têm um cheiro tão bom!
Fizemos apenas umas comprinhas necessárias e já estávamos no caixa quando minha filha sabiamente lembrou do abacaxi.
Enquanto ela ia tirando as coisas do carrinho, ofereci-me para procurá-lo.
Rapidamente cheguei à banca dos abacaxis e com um olhar de mulher experiente, escolhi um que parecia saudável e comestível.
Sorridente e de abacaxi em punho , entreguei-o à moça do caixa para que fosse adicionado às compras.
Mal sabíamos que passaríamos por uma experiência aterrorizante com a tal fruta em questão.
No dia seguinte, começaram a aparecer umas mosquinhas irritantes na cozinha, bem em volta da cesta de frutas , espantei-as com o pano de prato bordado pela mamys e não dei muita importância.
O fato é que as moscas fizeram uso capião da fruteira e isso era imperdoável!
Dois dias depois, uma água preta e suja começou a brotar do tal abacaxi , as moscas deliraram de alegria.
Decididamente o abacaxi estava com uma doença incurável!
As bananas que estavam ao lado , fugiram com medo de pegar a tal doença, até nossa cachorrinha passou evitar a cozinha.
Hoje pela manhã, embuída de muita coragem, fui obrigada a praticar a eutanásia no moribundo.
Coloquei o Réquiem de Mozart para tocar, e com uma luva descartável arranquei-lhe a coroa de rei da cocada preta, peguei o corpo já em putrefação e envolvi num saco plástico e "enterrei-o" na lata de lixo.
Quem não gostou muito da história toda foram as mosquinhas, sumiram como num passe de mágica!
Agora, tudo funciona como dantes no quartel de Abrantes.

Nana Pereira


http://2.bp.blogspot.com/_L_SPhZ8nvyI/RtWICfsJ6nI/AAAAAAAAAFE/dMRXX43KzGs/s320/abacaxi.png

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Bilhete de amor para uma filha























Não é fácil aceitar as pessoas assim como elas são, não como queremos que elas sejam, mas como elas são!

Sei que é difícil, muito difícil! É coisa para poucos.

É preciso escutar com os olhos e ouvidos, escutar com a alma .

Escutar o que diz o coração, o que dizem os olhos, as mãos que se movimentam sem parar.

Escutar a mensagem que se esconde nas entrelinhas; Descobrir a tristeza disfarçada, a insegurança , a solidão encoberta.

Desvendar o sorriso amarelo, a alegria inventada, o sono exagerado.

Comemorar as pequenas vitórias, as pequenas grandes alegrias partilhadas.

Só quem ama verdadeiramente consegue perceber estes mínimos detalhes,

Você consegue ver a minha alma, os meus defeitos, minhas qualidades, meus acertos e meus erros e ainda assim continua a me amar do jeitinho que sou.

Para você, eu tiro meu chapéu, meus sapatos;

Para você , eu daria todas as estrelas do céu, se pudesse;

Para você , entrego todo o meu amor e meu coração para sempre.


Nana Pereira

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Manual do beijo






















Existem vários tipos de beijos, deveria haver um manual que os definisse e explicasse.
Beijos são de suma importância na vida de um mortal!
Diria até, de importância vital, por que não?
Ninguém deveria passar um dia sequer sem beijos, penso eu!
Aqueles despretensiosos, sem nenhuma intenção de sedução,
Aqueles que são generosos e os damos nas mãos,
Beijos inocentes e sorridentes, que sapecamos nas bochechas .
Beijos barulhentos,beijos silenciosos, beijinhos,beijocas , beijos...
Beijo é bom em qualquer idioma. É sempre bom aprender,
Beso, bacio, kisu, kiss, bise, honi, kiso...
Beijos para depois do amor, aninhados ao corpo do outro, pernas entrelaçadas,
apoia-se o rosto no peito e deposita-se o beijo no ombro ,com suave mordida,
enquanto aspira-se o perfume que exala da pele.
Tem também os beijos perfumados,que são dados entre o pescoço e a orelha,
sutilmente, levemente, de olhos fechados.
Existem também aqueles beijos que damos com os olhos,
que ficam a passear pelo rosto da pessoa amada, sem pressa,
esses são ótimos para as madrugadas,
muitas vezes , finalizados com a boca, num tiro de misericórdia.
Mas, existem os beijos de almas, mesclados de doçura e loucura.
Começam com o olhar e com os olhos bem abertos mergulha-se na alma do outro,
Estes são os beijos que chamo de inesquecíveis!

Nana Pereira

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

O Cão de Nádia










Nádia era uma pessoa muito talentosa. Pintava, bordava e teclava como ninguém.

Além disto, fazia brigadeiros de outro mundo, tortas de frango maravilhosas – mesmo quando desprovida da massa Arosa - e um chá Matte daqui ó*.



*Tomada 1: neste momento a atriz puxa a orelha e faz cara de marmota, piscando os olhos alternadamente, quase que como um sintoma de quem tem TOC.



Nádia tinha um sofazinho na sua ante-sala, que acomodava as visitas, e servia de playground e refúgio para sua cachorrinha Baby Conan (Baby C para os bem íntimos).

Baby C. era uma cachorrinha muito ativa; no linguajar carioca, uma verdadeira Cã. Comia de tudo: ração, frutas, bolachinhas, recheio de brinquedos de pano até bens de consumo durável, como mesas e, é claro, sofás.

Um dia Baby C. descobriu seus dons de arqueóloga, e achava que havia um grande tesouro dentro do sofá. Após escavar bem o móvel e deixar à mostra muita espuma e mola, Baby C. chegou à conclusão que era alarme falso, e que o dinheiro grosso estava na psiquiatria**.



**Tomada 2: neste momento Nádia diz, com voz motivacional, olhando com muito carinho para Baby C.: “lute, meu rapaz, lute!”



O sofá, já desfigurado, teve que ser removido do local e doado, entes que algum mendigo o visse e resolvesse morar ali.



E desde então Baby C., como sinal de solidariedade pela perda do sofá, tenta se punir pelo ato destruidor: sempre que chega alguma visita, ela faz uma procissão até o corredor e dá 3 voltas dentro do elevador repetindo o mantra (em pensamento canino): Goosfraba, goosfraba.


Ana Paula Barros


PS: Ana Paula Barros, exímia caçadora de joaninhas, é filha de Nana Pereira e é apaixonada por brigadeiros.